Minha Casa Minha Vida voltou: saiba o que mudou no programa

O já conhecido programa do governo Minha Casa Minha Vida voltou e substituiu o Casa Verde Amarela, ambos criados com o intuito de facilitar a compra de imóveis para famílias que tenham uma renda compatível.

Mas é importante dizer que a volta do programa trouxe, também, algumas mudanças das quais os participantes devem ter ciência. E é exatamente sobre isso que este artigo vai abordar. A seguir, você poderá conferir o que mudou na volta do Minha Casa Minha Vida, saber se seu perfil está elegível e como fazer para conquistar seu novo imóvel. Acompanhe!

Rendas mais baixas entrarão no programa
Uma das principais mudanças no programa será relativa à renda familiar, já que no programa do novo governo há uma informação de que as famílias que ganham até dois salários mínimos mensalmente.

Com o aquecimento do mercado da construção civil previsto pelo novo governo, há chances de se ter maiores incentivos e, ainda, conseguir reduzir as parcelas do financiamento para tornar ainda mais fácil a compra do primeiro imóvel.

Como era o Minha Casa Minha Vida
O novo padrão do programa ainda não foi divulgado oficialmente pelos canais do governo, o que se sabe são informações que constam no plano de governo e é possível ter uma ideia do que virá, baseando-se no que era antigamente. Relembre o programa a seguir:

as regras eram diferentes para cada integrante do programa, variando conforme o total da renda fixa familiar;
famílias que ganhassem até R$1.800 pagaram parcelas que variavam de R$80 a R$170;
para o grupo acima, o governo assumia a dívida de mais de 90% da moradia;
para famílias que tinham renda total de até R$2.600, chamada de faixa 1,5, era concedido o direito de pagar o imóvel em até 30 anos, com parcelas de, no máximo, R$144;
ainda havia programas para a faixa 2, que concedia financiamentos de imóveis de até R$240 mil, com juros a 7%;
e a faixa 3, que tinha o mesmo limite de valor do imóvel, mas com juros de até 10%.
É importante lembrar que o que é fato até o momento é que o programa vai voltar e que as famílias que ganham até 2 salários mínimos serão beneficiadas. Porém, tendo uma ideia de como o Minha Casa Minha Vida funcionava antes, já é possível entender como será o processo de seu retorno e quais grupos devem ser os mais beneficiados.

Outros planos habitacionais

O programa ainda deve abranger outros pontos referentes à habitação, como a urbanização de favelas, reformas de residências e recuperação de imóveis públicos abandonados ou subutilizados para moradias dos mais necessitados.

O retorno do programa Minha Casa Minha Vida deve trazer novas mudanças na área habitacional e, portanto, é preciso ficar de olho nas regras que vão sendo formalizadas a partir de agora.

Seu sonho é ter um imóvel próprio? Com a Citz ele pode se tornar realidade! O Bliss Oásis é o seu novo lar! Com opções de 2 ou 3 dormitórios, o condomínio é completo e está esperando por você. Venha saber mais e apaixone-se!

10 de maio 2024

RECICLAGEM E O FUTURO DO PLANETA

Leia mais

10 de maio 2024

RECICLAGEM E O FUTURO DO PLANETA

Leia mais

17 de abril 2024

Compromisso com a sustentabilidade e o Selo Casa Azul

Leia mais

17 de abril 2024

Compromisso com a sustentabilidade e o Selo Casa Azul

Leia mais
Fale por
telefone
Contato
por e-mail
Chama no
WhatsApp