Praia dos Namorados terá condomínio de casas resort com foco em sustentabilidade

Mais de 1.700 árvores nativas da fauna original da Mata Atlântica começaram a ser plantadas em Americana pela Citz Desenvolvimento Imobiliário e boa parte delas vai enriquecer a região do entorno da Praia dos Namorados. A iniciativa é apenas uma das várias ações que a empresa traz à cidade através do empreendimento Bliss Lake, um projeto de conceito inovador com foco na preservação da natureza e soluções sustentáveis. O condomínio, com 246 townhouses (casas em estilo inglês) tem o Selo Casa Azul + CAIXA. Essa certificação da CAIXA é um instrumento de classificações Ambiental, Social e Governança destinada a empreendimentos habitacionais que adotam soluções sustentáveis na concepção, execução, uso, ocupação e manutenção das edificações.

O condomínio Bliss Lake começa a ser construído em uma região bucólica e tranquila, na Praia dos Namorados. O empreendimento terá quase 900 árvores nativas plantadas em sua área, além de abundante paisagismo. Outras 800 árvores já foram plantadas em local externo para implantação do Projeto de Áreas Degradadas, indicado pela Secretaria e Infraestrutura e Meio Ambiente do Governo do Estado de São Paulo como essencial para recuperação ambiental, após estudos preliminares realizados pelos órgãos públicos.

A recomposição ambiental é feita com o plantio de espécies recomendadas para recuperação de matas ciliares como exemplo o angico branco, angico vermelho, pata de vaca, gariroba, jequitibá rosa, paineira, pitanga, jenipapo, jatobá, ingá, amoreira, ipê amarelo da mata, ipê roxo e muitas outras mais. A empresa fará a manutenção das espécies pelo período mínimo de dois anos, tempo suficiente para que as mudas possam adquirir porte para continuar o seu desenvolvimento até a sua fase adulta.

“Em um futuro breve o plantio dessas espécies nativas, que respeitam a flora original, acabará atraindo a fauna silvestre e teremos novamente uma natureza com mais vida. Temos o compromisso de ser uma empresa verde. Em Nova Odessa, por exemplo, onde implantamos o bairro Jardim dos Ipês e o condomínio New York Residence, construímos praças comunitárias, recuperamos áreas verdes e plantamos mais de 12.000 árvores” revela Vinicius Coelho, diretor comercial da Citz.

O empreendimento Bliss Lake terá ainda outros dispositivos que promoverão impacto positivo ao meio ambiente como por exemplo:

– Sistema de armazenamento e separação e seleção de resíduos orgânicos e recicláveis;

– Dispositivos economizadores de água nas áreas comuns;

– Sistema fotovoltaico para geração de energia limpa para as áreas comuns;

– Lâmpadas eficientes em todas as áreas comuns;

– Sistema de retenção e amortecimento de águas pluviais acima do volume exigido pela municipalidade;

– Estação de Tratamento de Esgoto específico para a demanda do empreendimento.

“Americana merece um projeto diferenciado às margens da Praia dos Namorados. A região passa por grande transformação recente trazendo de volta a beleza e os prazeres vividos no passado pelos americanenses com a revitalização da represa. A natureza exuberante do local traz ótima qualidade de vida. A Citz quer ser parceira da cidade em projetos sustentáveis, que garantam o futuro das novas gerações”, revela Rafael Coelho, diretor executivo da Citz.

PERGUNTAS E RESPOSTAS / BLISS LAKE

1 – A construção do empreendimento vai promover algum desmatamento?

Não. A área estava sem cobertura vegetal e o que vamos fazer, paralelamente ao empreendimento, é uma revitalização da natureza no entorno. O que estamos fazendo é a limpeza do terreno, se corte de vegetação não nativa, ou seja, não há desmatamento de forma alguma.

2 – Quantas árvores serão cortadas?

É preciso haver a limpeza do terreno, o que implica na supressão de 111 árvores, conforme autorização nº 60202/2022 expedida pela CETESB – COMPANHIA AMBIENTAL DO ESTADO DE SÃO PAULO.

No lugar delas plantaremos 1680 árvores, sendo que 880 no próprio loca do empreendimento na Praia dos Namorados, e as demais 800 espécies em local externo pra implantação do Projeto de Áreas Degradadas, conforme determinação da Secretaria e Infraestrutura e Meio Ambiente do Governo do Estado de São Paulo.

3 – Quais tipos de árvores vocês estão plantando?

Para recomposição ambiental, serão plantadas espécies recomendadas para recuperação de matas ciliares do seguinte grupo ecológico: espécies pioneiras, não pioneiras e secundárias iniciais.

São várias as espécies recomendadas, as quais podemos listar algumas delas, como exemplo: angico branco, angico vermelho, pata de vaca, gariroba, jequitibá rosa, paineira, pitanga, jenipapo, jatobá, ingá, amoreira, ipê amarelo da mata, ipê roxo, entre outras espécies.

4 – Quem vai cuidar dessas árvores?

As espécies que serão plantadas no próprio local, ou seja, no próprio empreendimento, e em local externo ao empreendimento, o empreendedor fará a manutenção das espécies pelo período mínimo de 24 meses, prazo este estipulado pela agência ambiental como tempo suficiente, para que as espécies possam adquirir porte suficiente para continuar o seu desenvolvimento até a sua fase adulta.

5 – O empreendimento que está sendo construído vai promover impacto ambiental?

O empreendimento será provido de dispositivos que promoverão impacto positivo ao meio ambiente tais como:

– Sistema de armazenamento e separação e seleção de resíduos orgânicos e recicláveis;

– Dispositivos economizadores de água nas áreas comuns do empreendimento;

– Sistema fotovoltaico para geração de energia limpa para as áreas comuns do empreendimento;

– Lâmpadas eficientes em todas as áreas comuns do empreendimento;

– Sistema de retenção e amortecimento de águas pluviais acima do volume exigido pela municipalidade;

– Estação de Tratamento de Esgoto específico para a demanda do empreendimento.

8 – Esses imóveis que estão sendo lançados têm economia de água e energia elétrica?

Como falamos anteriormente, o empreendimento será dotado de dispositivos economizadores de água e energia, tais como:

– Dispositivos economizadores de água nas áreas comuns do empreendimento;

– Sistema fotovoltaico para geração de energia limpa para as áreas comuns do empreendimento;

– Lâmpadas eficientes em todas as áreas comuns do empreendimento.

9 – E o lixo, não haverá geração de mais lixo com essas centenas de famílias que estarão morando no empreendimento?

O lixo gerado pelos moradores do empreendimento, serão coletados, armazenados e classificados como orgânicos e recicláveis, numa lixeira devidamente projetada e dimensionada conforme o Plano Nacional de Resíduos Sólidos, onde serão separados os lixos orgânicos, que serão coletados pela Unidade de Limpeza Pública e Secretaria do Meio Ambiente de American assim como os recicláveis, através da adesão ao Plano de Coleta Seletiva do município.

Com esta iniciativa, o empreendedor mantem o compromisso de empreendimento de baixo impacto ambiental.

9 de abril 2024

Inovação ou Colapso na construção civil

Leia mais

9 de abril 2024

Inovação ou Colapso na construção civil

Leia mais

27 de março 2024

A INCLUSÃO DAS MULHERES NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Leia mais

27 de março 2024

A INCLUSÃO DAS MULHERES NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Leia mais
Fale por
telefone
Contato
por e-mail
Chama no
WhatsApp