Um grande passo para o futuro

Um seleto grupo de cidades brasileiras está implantando a GC – Governança Colaborativa como forma de gestão das politicas públicas com o objetivo de construir um futuro qualificado e sustentável com a participação de toda sociedade. A partir da próxima semana este grupo ganha mais um membro de muito destaque, o municipio de São José do Rio Preto.

A cidade que já é destaque nacional pela qualidade de vida e pelo brilhante desempenho no saneamento básico, realizará no dia 27 de novembro próximo, um evento que registrará  o ingresso do municipio na GC, que visa pensar a cidade para as próximas décadas. Estarão presentes, neste evento, muitas associações, algumas de atuação nacional, lideranças empresariais, acadêmicas, sociais, gestores públicos, a imprensa e demais entidades que compõem o capital intelectual e decisório da cidade. Serão apresentados as etapas de implantação da GC como: sensibilização, mobilização, institucionalização da governança e a agenda de ações estratégicas.

A ideia do GC é de tratar de forma planejada os complexos problemas públicos que afetam toda a comunidade. As estruturas, institucionais ou não,  disponíveis não estão conseguindo tratá-los da forma necessária, deixando grandes passivos para as próximas  gerações.

A GC é resultado de décadas de transformações na gestão do Estado Brasileiro nas suas diversas esferas, federal, estadual e municipal, que se obrigou a convidar parceiros do mercado e da sociedade civil para participar da administração pública para permitir a governabilidade. A situação se transformou ainda mais e a sociedade passou a exigir maior protagonismo ousando propor soluções

Pensar o futuro e construí-lo é um desafio que deixou de ser responsabilidade exclusiva dos nossos governantes. A cidade que queremos nasce do desejo do cidadão, das ações do mercado e de toda a sociedade.

O projeto da GC de São José do Rio Preto tem como inicio a fase de Sensibilização, que ocorrerá a partir deste evento, visando o engajamento dos múltiplos participantes  interdependentes formados pelo mercado, sociedade civil e o poder público, buscando o consenso em deliberações para alcançar um desenvolvimento sustentável para a cidade.

Na sequência virá a fase de Mobilização com o levantamento das prioridades e então para a Institucionalização da GC onde serão formalizadas as estruturas de Comunicação e Gestão da GC, os Grupos Temáticos e a Consolidação Jurídica.

No passo final, teremos a Agenda de Ações Estratégicas em que deve haver uma articulação com as entidades para tratar de temas como: tecnologia, inovação, mobilidade urbana, economia no municipio, habitação, amparo social, meio ambiente, ambiente de negócios, etc e as necessidade basais de educação, saúde e segurança pública.

Em última análise, a Governança Colaborativa trata da elevação da cidadania como protagonista do processo de transformação  social. Afinal, se queremos garantir a qualidade de vida para os nossos filhos e netos, devemos ser, todos, construtores e protagonistas do futuro que desejamos ter.

Rafael Coelho

Diretor Regional do SindusCon-SP e da Citz Desenvolvimento Imobiliário

rafael.coelho@citz.co 

9 de abril 2024

Inovação ou Colapso na construção civil

Leia mais

9 de abril 2024

Inovação ou Colapso na construção civil

Leia mais

27 de março 2024

A INCLUSÃO DAS MULHERES NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Leia mais

27 de março 2024

A INCLUSÃO DAS MULHERES NA CONSTRUÇÃO CIVIL

Leia mais
Fale por
telefone
Contato
por e-mail
Chama no
WhatsApp